BUSQUE AQUI MESMO

OLA VISITANTES

ESTATISTICAS MUNDIAL

COM A PALAVRA IRMÃO RUBENS

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

MEGAUPLOAD X HOLLYWOOD

O Caso Megaupload - Uma Armadilha de Hollywood? [Imagem: 610-kimdotcom-2.jpg]

O governo dos EUA diz que o fundador do Megaupload, Kim Dotcom, planejou uma conspiração de compartilhamento vasto de arquivos que fraudou a indústria do entretenimento em milhões, permitindo que usuários fizessem download ilegal de filmes e músicas.


Embora tenham colocado Dotcom atrás das grades, os federais não apenas acabaram com o Megaupload, uma vez que este é um dos sites mais visitados na Internet.


Ao terminar a operação, as autoridades também puxou o "plug" de uma tentativa que foi programada para ser lançada ainda neste ano, que poderia ter legitimamente interrompido Hollywood, deixando que os usuários fizessem download de músicas - e recompensando os artistas com uma compensação inédita na indústria.


O projeto já foi lançado no ano passado durante um julgamento e Dotcom, com o nome real de Kim Schmitz, disse em dezembro que foi recebido com grande sucesso.


Foi chamado Megabox, e Dotcom tinha a intenção de torná-lo disponível ao público em 2012.


[Imagem: kim-dot-com-top.jpg]


O site poderia expandir o compartilhamento de arquivos do serviço Megaupload, mas permitiria aos usuários fazer download de músicas legalmente, algumas de graça, enquanto ainda permitiria que os artistas recebessem compensação.


Ia ser uma parceria entre os executivos da Megaupload e outros na indústria online, incluindo Amazon - mas também ia ser um espinho grande no lado das gravadoras.


No assunto de denúncias envolvendo violação de direitos autorais e compartilhamento ilegal de arquivos, o Megaupload já era um adversário da indústria.


A Universal Music Group, a maior empresa de música nos Estados Unidos, tinha atacado o Megaupload antes do ataque da semana passada de Nova Zelândia na mansão de Dotcom e outros se opuseram ao site também.


Novas revelações sobre Megabox sugerem que poderia ser mais do que apenas uma coincidência que o "magnata de compartilhamento de ficheiros" estaria prestes a desencadear uma séria de concorrências que iria premiar os músicos que são regularmente violados do pagamento por criação.


"A UMG sabe que nós vamos competir com eles através do nosso empreendimento própria de música chamado Megabox.com, um site que permitirá, em breve, que os artistas vendam suas criações diretamente aos consumidores, permitindo que os artistas mantenham 90 por cento dos ganhos", disse ao site Dotcom TorrentFreak em dezembro passado.


[Imagem: kim-dotcom.jpg]


Deixando o artista ganhar dinheiro? Parece fazer muito sentido, mas é uma idéia absurda dentro da indústria.


De acordo com pesquisa realizada pelo site "Information is Beautiful", uma música vendida na plataforma da Apple iTunes normalmente retorna um cerca de 63 por cento para a gravadora, a partir daí, o músic, em média, apenas recolhe 15 por cento desse valor.


Dizer que Megabox seria uma dádiva para os artistas que lutam é um eufemismo então, mas também poderia acabar com a maioria das gravadoras.


Mesmo com cópias de discos compactos, a nata dos artistas raramente coletam até 20 por cento da receita feita.


Dotcom queria mais do que quadruplicar isso, oferecendo aos artistas 90 centavos para cada dólar gasto em baixar músicas e até mesmo compensá-los por músicas adquiridas gratuitamente.


Em um comunicado à imprensa no ano passado, Dotcom reconheceu que, "sim, está certo, vamos pagar aos artistas, mesmo para os downloads gratuitos."


Tal atitude é muitas vezes ausente nos de dentro da indústria da música, no entanto.


Como resultado, muitas esperanças de uma carreira nos negócios foram quebrados depois de perceber que o estilo de vida "rock n' roll" não é assim facilmente obtido.


"Para chegar até as porcas e parafusos das coisas, a menos que você Rihanna ou algo assim, você realmente não ganha dinheiro com vendas de discos mais", Mickey Melchiondo do Ween contou ao USA Today no verão passado.






Ao longo de mais de duas décadas, Ween lançou mais de uma dúzia de álbuns e excursionou internacionalmente várias vezes, mas o guitarrista diz que pagamentos pelas criações são raros.


''Eu não tenho compaixão para com as gravadoras,''Melchiondo disse ao New York Times em 2003. ''Eles não têm me pagado pelas criações de jeito nenhum.'' Depois de uma série de lançamentos nas grandes gravadoras, a banda começou a gravar e lançar discos por conta própria.


Agora, quando ele não está se apresentando, Melchiondo, 41, subsidia sua renda através da oferta de viagens de pesca a bordo de seu próprio barco.


Se você não comprar um disco do Ween, você pode apoiar a banda gastando algumas centenas de dólares para a pesca de Robalo com o capitão Melchiondo no Atlântico.


Antes de serem fechados, Dotcom disse: "Você pode esperar vários anúncios Megabox no próximo ano, incluindo acordos exclusivos com os artistas que estão ansiosos para sair de modelos de negócio ultrapassados.


Em vez disso, porém, a única notícia que os fãs de Megaupload e seu fundador agora famoso recebeu foi que um dos maiores sites da Web foi varrido do mapa.


As autoridades invadiram a casa de Dotcom na quinta-feira e ele foi negado duas vezes o direito a fiança.


Autoridades americanas prenderam várias pessoas que dizem que estavam envolvidas na conspiração para o desespero dos fãs do Megaupload.


Horas após a notícia estourar na semana passada, uma campanha online travada por hacktivistas, como os Anônimos e outros, direcionaram ataques a Universal e outros.


Em poucas horas, os sites da UMG e a Recording Industry Association of America (RIAA), foram tirados do ar. Os sites do FBI, o do US Copyright Office e do Departamento de Justiça dos EUA também foram derrubados no ataque.


Advogados escreveram sobre crime no site Suites sobre a acusação do FBI a Dotcom que é "cheio de incoerências", e outros sugeriram que foi um meio de o governo federal usar o caso para torná-lo um exemplo.


Outros sites que usam o compartilhamento de arquivos voluntariamente desligaram-se após o caso com medo de que eles seriam os próximos a ser alvo de aplicação da lei.


Em 2002, o então Presidente da Universal Edgar Bronfman Jr. doou 10.000 dólares para a campanha de reeleição para o democrata Gray Davis, governador da Califórnia, e contribuições semelhantes por meio da indústria têm continuado nos dez anos desde então.


O ex-senador Chris Dodd deixou seu cargo no Congresso para pegar um trabalho 1,2 milhão dólares por ano como lobista para a Motion Picture Association of America, que também foi alvo de ataque dos Anonymous.


Em 2009, a MPAA pressionou o Congresso pela quantia de 1,66 milhões dólares. Hollywood também entregou ao Presidente Obama 3,5 milhões de dólares durante a sua campanha de 2008.






A General Electric, que lista a Universal Music e outras entidades Hollywood entre suas subsidiárias, gastou 84,35 milhões dólares em persuasão aos políticos, entre 2008 e 2010.


Kim Dotcom quebrou a lei operando o Megaupload? Talvez sim e talvez não.


Mas quando essas leis são feitas e executadas por pessoas nos bolsos de Hollywood, você pode imaginar que Washington não está exatamente interessado em ouvir o que Megaupload tem a dizer em sua defesa.


Ainda menos provável, no entanto, seria deixar Dotcom, finalmente, colocar algum dinheiro nos bolsos dos músicos.

Projeto BLUE BEAM, a farsa alienígena, a manipulação climática, A Operaç...

O desenho Proibido da Walt Disney - "As Crianças de Hitler"


crianças, fazendo com que eles entendessem o que estava acontecendo na Europa e como se portava o partido nazista.
‎"Não chore pelos outros, não chore por um amor, não chore por uma morte. Chore por aquilo que você defende, chore pela sua pátria, chore pelos segredos ,chore pela ignorância , chore pelo mundo pois o mundo ira ver suas lagrimas, e assim talvez acorde para a verdade."

DISNEY SATANICA

O Desenho Proibido da Walt Disney - "As Crianças de Hitler"




A Disney produziu este desenho para ser exibido para as crianças, fazendo com que eles entendessem o que estava acontecendo na Europa e como se portava o partido nazista.

‎"Não chore pelos outros, não chore por um amor, não chore por uma morte. Chore por aquilo que você defende, chore pela sua pátria, chore pelos segredos ,chore pela ignorância , chore pelo mundo pois o mundo ira ver suas lagrimas, e assim talvez acorde para a verdade."

domingo, 29 de janeiro de 2012

GUSTAVO BARROSO -HISTORIA SECRETA DO BRASIL

História secreta do Brasil

[Imagem: grito_ipirang.jpg]
ESTE É UM  DOS GRANDES BESTSALLERS QUE ESTE ILUSTRE E IGNORADO BRASILEIRO ESCREVEU QUE TAMBEM CULMINOU COM SUA MORTE OCULTA ATE OS DIAS DE HOJE 

HISTORIA SECRETA DO BRASIL POR GUSTAVO BARROSO

A Independência foi proclamada pela Maçonaria na sessão de 20 de agosto, em assembléia geral do povo maçônico

A Maçonaria entrou em cena na inconfidência mineira." (1)

Atualmente, "ninguém ignora que a Independência nacional foi concertada e proclamada entre as quatro paredes dos templos maçônicos." (2)


O enaltecido e libertador Grito do Ipiranga ocorrido em 7 de setembro de 1822, na verdade, "era a declaração pública do que já estava resolvido nos subterrâneos. Rio Branco, anotando Varnhagem, diz que a Independência já fora proclamada pela Maçonaria na sessão de 20 de agosto, 'em assembléia geral do povo maçônico', reunidas na sede do Apostolado as três lojas metropolitanas, sob a presidência de Gonçalves Ledo". (3)



Com a independência, inicia-se a vassalagem do povo brasileiro aos banqueiros internacionais


Com o brado do maçom e rosa-cruz D. Pedro I, "indenpendência ou morte", o povo brasileiro passa à servidão dos banqueiros internacionais.


A questionável casa bancária judaica Rothschild, por exemplo, que já havia financiado a Independência do Brasil em 1824, também financia todos os títulos brasileiros de 1824 a 1930, além da construção da Ponte Rio-Niterói. Em 1976 abre escritório de representação no país. Em 1989 cria uma subsidiária operacional em conjunto com um parceiro local. Uma subsidiária integral do Grupo é criada em 1997.


Atualmente, Rothschild Brasil tornou-se líder em privatização e estabeleceu uma forte reputação como assessor privado de fusões e aquisições, conforme lê-se no histórico do site oficial dessa instituição (cf.
http://www.rothschild.com.br/hist.htm).

[Imagem: rotsch.jpg]
A questionável casa bancária judaica Rothschild, por exemplo, que já havia financiado a Independência do Brasil em 1824, firmou-se como líder em privatização com forte reputação como assessora privada de fusões e aquisições

Uma pálida idéia da dimensão de influência dessa família no meio político mundial, bem como das inconcebíveis rodadas de negócios em nosso país podem ser vistas no artigo O Lorde do Brasil, publicado na IstoÉ Dinheiro, edição de março 2004 (cf. http://www.terra.com.br/istoedinheiro/35...sil2.htm).

Algumas ligações do Brasil com os Illuminati da Bavária (como vimos, a facção mais radical de todas) também são descritas por Gustavo Barroso em sua obra A História Secreta do Brasil. (4)


O cidadão comum está longe de imaginar as conexões internacionais existentes entre as altas hierarquias das sociedades secretas e muito menos o grau de influência que elas exercem sobre os centros de poder de todos os países.



Os primeiros contatos entre Fernando Henrique e a Maçonaria ocorreram sigilosamente, como de praxe,em 1967, quando ele ensinava na universidade francesa de Nanterre


Mais recentemente, as ligações maçônicas do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso mostram um pouco dessa truculenta influência no poder político e podem ser verificadas em um artigo da Folha de São Paulo de 06/11/1986, às vésperas de sua eleição. Um trecho do artigo diz o seguinte:


"O senador peemedebista Fernando Henrique Cardoso (SP), 55, candidato à reeleição no próximo dia 15, está a um passo de seu ingresso na Maçonaria. Os contatos entre ele e os representantes do rito dos"livre-pensadores" no Grande Oriente do Brasil, seção paulista, são freqüentes. Falta apenas definir quando e onde será "iniciado"nos rituais maçônicos, e se poderá atender à exigência de assiduidade às reuniões do culto ao "Grande Arquiteto do Universo", como Deus é conhecido nessa instituição. Os primeiros contatos entre Fernando Henrique e a Maçonaria ocorreram sigilosamente, como de praxe, em 1967, quando ele ensinava na universidade francesa de Nanterre. Entre os dirigentes maçônicos que o convidaram para ingressar na ordem estava Jacques Mitterrand, então grão-mestre do Grande Oriente e primo do presidente socialista François Mitterrand.


[Imagem: fhc.jpg]
O ex-presidente Fernando Henrique, ao voltar em definitivo ao Brasil, em 1978, continuou mantendo contato com maçons do Grande Oriente do Brasil, pertencentes às lojas que praticam o rito maçom chamado "francês", "moderno","racional" ou dos"livre-pensadores", quenão admite a exigência da crença em Deus como pressuposto para a iniciação maçônica

Ao voltar em definitivo ao Brasil, em 1978, Cardoso continuou mantendo contato com maçons do Grande Oriente do Brasil, pertencentes às lojas que praticam o rito maçom chamado "francês", "moderno", "racional"ou dos "livre-pensadores", que não admite a exigência da crença em Deus como pressuposto para a iniciação maçônica. Considerado o mais liberal dos ritos maçons, o rito "racional" entende, segundo seus princípios, que a crença em Deus é um assunto do foro íntimo de cada pessoa. Em sucessivas correspondências para o Grande Oriente do Brasil, secção paulista, o grão-mestre francês Jacques Miterrand faz referências à possibilidade de ingresso, na ordem, do sociólogo Fernando Henrique Cardoso. Dirigentes maçônicos paulistas e cariocas entrevistados ontem pela Folha afirmaram que, "em véspera de eleições, o senador não poderia confirmar os contatos" com a instituição, "para não provocar problemas colaterais em sua campanha". Segundo esses dirigentes, porém, o senador vem mantendo contatos regulares com intelectuais e políticos integrantes da Maçonaria, entre eles o ministro do Trabalho, Almir Pazzianotto." (5)


Influência determinante no destino de pessoas-chave, em todos os centros de poder do mundo


O presente artigo conclui, no mínimo, dois pontos que devem ser levados à reflexão:

1-) confirma que as doutrinas maçônicas não são coerentes ou coesas, desde que a crença no Ser Supremo não corresponde ao seu principal anseio, poistanto faz crer nEle ou não. O que significa que há outros objetivos e interesses além da propalada "iluminação" pelo "supremo arquiteto do universo";
2-) historicamente e com razão a Maçonaria sempre combateu a presença da Igreja no Estado, mas às ocultas, em suas articulações nebulosas, o poder e a influência de seus tentáculos interferem determinantemente no destino de pessoas-chave, em todos os centros de poder do mundo.


FHC, CIA, Fundação Ford, Rockfeller, Carnegie: milhões de dólares para a subversão cultural do país


[Imagem: fhc_rockefeller.jpg]
FHC e David Rockefeller

Mas voltemos ao nosso ex-presidente FHC.

Uma vez "recrutado" e "enleado" com o poder secreto, podemos ter alguma noção das consequências disso lendo o minucioso trabalho da pesquisadora inglesa Frances Stonor Saunders, editado no Brasil pela Record, tradução de Vera Ribeiro com o títuloQuem Pagou a Conta? Nesse trabalho de vulto, perplexos, deparamos com a CIA financiando milhões de dólares para dar prosseguimento à sua agenda de dominação cultural e ideológica do Brasil, fortuna generosamente entregue pela Fundação Ford a Fernando Henrique Cardoso, ex-presidente do país no período de 1994 a 2002.


São 550 páginas documentadas, minuciosa e magistralmente escritas: "Consistente e fascinante" (The Washington Post). "Um livro que é uma martelada, e que estabelece em definitivo a verdade sobre as atividades da CIA" (Spectator). "Uma história crucial sobre as energias comprometedoras e sobre a manipulação de toda uma era muito recente" (The Times).


Ocultamente munido pelos milhões de dólares americanos, Fernando Henrique logo se firmou como "personalidade internacional", disputado "conferencista" em universidades norte-americanas e européias. Emerge como "um homem da Fundação Ford", sabidamente reconhecida como um dos braços da CIA, o serviço secreto dos EUA.



A conquista e a subversão da intelectualidade ocidental


Sobre essa estratégia de dominação e suversão, diz o livro:


"A Fundação Farfield era uma fundação da CIA… As fundações autênticas, como a Ford, a Rockfeller, a Carnegie, eram consideradas o tipo melhor e mais plausível de disfarce para os financiamentos… permitiu que a CIA financiasse um leque aparentemente ilimitado de programas secretos de ação que afetavam grupos de jovens, sindicatos de trabalhadores, universidades, editoras e outras instituições privadas" (pág. 153).

"O uso de fundações filantrópicas era a maneira mais conveniente de transferir grandes somas para projetos da CIA, sem alertar para sua origem. Em meados da década de 50, a intromissão no campo das fundações foi maciça…" (pág. 152). "A CIA e a Fundação Ford, entre outras agências, haviam montado e financiado um aparelho de intelectuais escolhidos por sua postura correta na guerra fria" (pág. 443).
"A liberdade cultural não foi barata. A CIA bombeou dezenas de milhões de dólares… Ela funcionava, na verdade, como o ministério da Cultura dos Estados Unidos… com a organização sistemática de uma rede de grupos ou amigos, que trabalhavam de mãos dadas com a CIA, para proporcionar o financiamento de seus programas secretos" (pág. 147). em milhões, o problema era dar um destino para tanto dinheiro.

[Imagem: logos.jpg]

Soterrado em milhões de dólages, FHC afirma que o maior problema era dar fim a tanto dinheiro:

"Não conseguíamos gastar tudo. Lembro-me de ter encontrado o tesoureiro. Santo Deus, disse eu, como podemos gastar isso? Não havia limites, ninguém tinha que prestar contas. Era impressionante" (pág. 123). Sim, muito dinheiro para subverter consciências e mudar comportamentos. "A ajuda financeira teria de ser complementada por um programa concentrado de guerra cultural, numa das mais ambiciosas operações secretas da guerra fria: conquistar a intelectualidade ocidental para a proposta norte-americana" (pág. 45). (Cf.Quem Pagou a Conta? A CIA na Guerra Fria da Cultura. Frances Stonor Saunders. Editora Record, 1a. edição, 2008).


Ora, conquistar a intelectualidade ocidental para a proposta de quem na verdade está por trás do esquema, financiando tamanho dinheiro. Eis típico exemplo de como age supranacionalmente o governo oculto do mundo.



Bush e Lula num aperto de mão maçônico?


[Imagem: shaking_hand.jpg]
Na foto um detalhe curioso: o aperto de mão maçônico, caracterizado pela posição do dedo indicador ressaltado dos outros, e geralmente pressionando o pulso do colega

Há rumores de que Lula, que tanto tem viajado pelo mundo e de há muito sido assediado por "olheiros" dogoverno oculto, teria se filiado à Maçonaria internacional e só assim conseguiu chegar ao poder.

Uma curiosa foto que passou despercebida pela imprensa brasileira (será que passou mesmo, ou não houve interesse em comentar?), mostra claramente Bush e Lula num aperto de mão maçônico, que é caracterizado pela posição do dedo indicador – ressaltado dos outros, e geralmente pressionando o pulso do colega.


Não duvidemos de maneira alguma que esse encontro evidencia algo muito mais do que um simples pacto político entre os dois presidentes ocorrido na Casa Branca em 10 de dezembro de 2002. (6)


Por outro lado, o governo oculto age acima de conceitos como esquerda/dieira, capitalismo/socialismo, etc. O envolvimento das FARCs com Lula e o PT não é segredo para ninguém que respira fora da cultura marxista predominante e busca informações além das mídias controladas de nosso país. O que verdadeiramente resultará desse tipo de comprometimento de nossos governantes com terroristas narcotraficantes certamente não estamos longe de perceber.



"No Brasil, as esquerdas radicais se lançaram na luta contra a ditadura, não porque a gente queria uma democracia, mas para instaurar o socialismo no País, por meio de uma ditadura revolucionária, como existia na China e em Cuba"


Por outro lado, o ideal libertário revolucionário, exudado ardilosamente pelas sociedades secretas nesses últimos séculos e assumida pelos arautos dessas ideologias —e seus fantoches— culmina fatalmente em uma contínua auto-reinvenção de seus sentidos e objetivos de dominação. No Brasil não é diferente, e hoje assistimos surpresos e aterrados o jogo sujo da esquerda no poder.


[Imagem: fidel.jpg]
Ditadura revolucionária sempre foi a aspiração dissimulada dos que combateram o regime militar

Ditadura revolucionária sempre foi a aspiração dissimulada dos que combateram o regime militar. E nada como um revolucionário para confirmar isso, como Daniel Aarão Reis, um ex-terrorista do MR-8, atualmente professor de História Contemporânea na Universidade Federal Fluminense:

"As ações armadas da esquerda brasileira não devem ser mitigadas. Nem para um lado nem para o outro. Não compartilho a lenda de que, no fim dos anos 1960 e no início de 1970, (inclusive eu) fomos o braço armado de uma resistência democrática. Acho isso um mito surgido durante a campanha da anistia. Ao longo do processo de radicalização iniciado em 1961, o projeto das organizações de esquerda que defendiam a luta armada era revolucionário, ofensivo e ditatorial. Pretendia-se implantar uma ditadura revolucionária. Não existe um só documento dessas organizações em que elas se apresentam como instrumento da resistência democrática".

"As esquerdas radicais se lançaram na luta contra a ditadura, não porque a gente queria uma democracia, mas para instaurar o socialismo no País, por meio de uma ditadura revolucionária, como existia na China e em Cuba. Mas, evidentemente, elas falavam em resistência, palavra muito mais simpática, mobilizadora, aglutinadora. Isso é um ensinamento que vem dos clássicos sobre a guerra."
Dissimulação, mentiras e meias-verdades... a meta de sempre: o poder e a dominação. Eis as perversas táticas do governo oculto do mundo e suas camarilhas...


Cumplicidade entre política de esquerda brasileira e ativismo de sacristia de índole teológica marxista


O mais trágico é quando o engodo vem induzido pelas altas correntes subvertidas do clero, já bem distanciadas das recomendações de Cristo em separar as coisas de César das coisas de Deus (Mt 22,21; Mc 12,17; Lc 20,25).


Por ocasião do 11º Encontro Intereclesial das CEBs (Comunidades Eclesiais de Base), o presidente Lula envia uma carta lamentando não poder estar presente ao evento. Naquele momento, envolvido até o pescoço com os escândalos sem precedentes de seu partido, procura encorajar seus "companheiros e companheiras" que o elegeram à presidência da república e à consolidação do PT. Na carta, o presidente sofisma àquele representativo nicho de seu eleitorado:


"Quero repetir para vocês o que tenho dito desde o início dessa crise política: não tenho medo da verdade, não temos nada a esconder e os erros que foram cometidos deverão ser apurados com serenidade, sem precipitar julgamentos, sem condenar inocentes, mas punindo todos os que erraram, estejam onde estiver. Engana-se quem anuncia nesta crise o fim do nosso Partido, assim como erra quem afirma que nosso Governo acabou ou não tem saída".


[Imagem: lula_cnbb.jpg]
Líder da Conferência Nacional dos Bispos, CNBB, Jayme Chemello, recebendo triunfante o marxista Lula em uma reunião geral da organização (Diário do São Paulo, 2 de maio de 2003)

E, de seu próprio punho, saúda a cumplicidade entre a política de esquerda brasileira e o ativismo de sacristia de índole teológica marxista estrategicamente infiltrada na Igreja, conforme veremos adiante:

" Vocês sabem do carinho que tenho pelas CEBs [Comunidades Eclesiais de Base de índole teológica marxista - Teologia da Libertação], do reconhecimento do papel que as Comunidades de Base desempenharam na resistência à ditadura militar, na formação dos Movimentos Populares, no apoio ao Movimento Sindical e na formação dos partidos de esquerda, em particular o PT".


(Cf. Carta de Lula às CEBs. CNBB.
http://www.cnbb.org.br/ns/modules/mastop..._%E0s_CEBs ).

Lamentavelmente, inspirado nos mesmos clichês revolucionários libertários de raízes iluministas e marxistas —inequivocamente insuflados pela engenharia social empregada pelas sociedades secretas há pelo menos três séculos— o PT nasceu sob a luz das sacristias, conforme se diz em certos meios católicos.



O Foro de São Paulo: o reavivamento do comunismo na América Latina


Nem precisou ser uma sociedade secreta porque, desavergonhadamente, a mídia brasileira fez vista grossa e ocultou a informação dessa perigosa rearticulação das esquerdas ou "1.ª Internacional Rebelde no Brasil", após a derrubada do muro de Berlim em 1989.


Por iniciativa do líder comunista Fidel Castro, a pretendida "2.ª Internacional nas Américas" passou a reunir os partidos e organizações marxistas-leninistas revolucionárias numa entidade supranacional. Estrategicamente, obscuros acordos e articulações entre os líderes dos países mancomunados passam a ser levados a efeito visando a delirante meta da reestruturação do comunismo com fachada de socialismo e acima de toda lei.


Assim, com objetivo de reinventar e fortalecer essas posições socialistas e se criar um bloco esquerdista as organizações revolucionárias compostas por guerrilheiros, terroristas, narcotraficantes e toda espécie de expoentes da mentalidade revolucionária da América Latina passaram a se reunir no que se denominou "Foro de São Paulo", sob o aval do presidente Luis Inácio Lula da Silva.


Passados dez anos, em 1999, o PT amplia ainda mais seus conchavos internacionais e patrocina em Porto Alegre outro empreendimento denominado Forum Social Mundial, FSM. Pelos assuntos temáticos, os figurões participantes, suas declarações, organizações, manifestações e, desafortunadamente, com a benção da CNBB, etc, mal se disfarçam os anseios dos lacaios dos fautores da Nova Ordem Mundial que muito bem sabem usar esse tipo de eventos de mobilização de opinião e engenharia social.


[Imagem: foro.jpg]
Lula discursando do alto da tribuna de 15 anos do Foro de São Paulo. Para deixar claro que fala servindo-se de sua condição de presidente do Brasil, sua jaqueta traz o Brasão da República


[Imagem: brasao_br.jpg]
Brasão Oficial do Brasil: pentagrama rodeado por uma coroa dividida entre ramas de acácia e ramas oliveira (símbolos reconhecidamente maçônicos)

Mas, voltemos às organizações que ainda continuam se apresentando como sociedades secretas cujos fins são laborar pelo bem da humanidade.

Sob o pretensioso pretexto de melhor competência moral e intelectual de seus membros a Maçonaria brasileira, discretamente, prossegue com suas investidas ao poder.


Com o título Arquitetos do Poder, oDiário do Comércio publicou extensa matéria sobre atividades atuais e passadas da Maçonaria no Brasil. O texto evidencia com clareza os objetivos e modus-operandi maçom:


"Numa ação orquestrada, sob o olhar cúmplice de seus pares, age na disputa pela terceira cadeira mais importante do País uma instituição presente nos livros de história, mas ausente do noticiário atual: a Maçonaria. Em suas mãos figuram nada menos que 56 deputados, oito senadores e ao que se sabe (outros podem estar ocultos) dois candidatos à presidência da Câmara: os deputados Michel Temer (PMDB-SP) e Francisco Dornelles (PP-SP). Juntos, os maçons militam em favor de um projeto de poder: garantir que 'líderes de fato' – preparados pela instituição e comprometidos com seus próprios valores e virtudes possam ocupar os mais altos cargos da administração pública e privada. Reunidos em uma sociedade restrita, onde o ingresso de um novo membro depende da indicação de outro, eles se fortalecem e se expandem sob o anonimato."



"Temos irmãos em postos-chave e podemos acompanhar tudo o que acontece"


Em outro trecho a matéria refere-se à estrutura da instituição, segundo afirma Durval de Oliveira, Grão-Mestre do Grande Oriente Paulista:


"Temos irmãos empostos-chave. Podemos acompanhar tudo o que acontece. Há membros em todas as CPMIs, na Câmara e no Senado... eles estão alertas para que os nossos mandamentos não sejam transgredidos", afirma Durval de Oliveira, Grão-Mestre do Grande Oriente Paulista". (7)


[Imagem: avental.jpg]
Exemplo da ambiguidade das doutrinas maçônicas: a frente e o verso de um mesmo avental maçônico

Mas por outro lado, nunca se sabe claramente se a coisa funciona assim mesmo, uma vez que tudo acontece às ocultas. Basta surgir um grave escândalo de corrupção política e as "dúvidas" quanto a "legitimidade" da filiação maçônica do "irmão maçom" surgem imediatamente, como no caso do ex-ministro Palocci, citado no mesmo artigo:
"Comenta-se, à boca pequena, que estaria em curso dentro da irmandade os primeiros trâmites para levar à julgamento o ministro da Fazenda Antonio Palocci. Há, porém, uma grandecontrovérsia entre seus pares. Muitos maçons afirmam desconhecer a participação do ministro (na Maçonaria). Outros defendem que o único vínculo de Palocci com a ordem estaria nos três pontinhos acompanhados em sua assinatura". (8)


Onde não há clareza nem transparência fica patente o direito de duvidar


Essa dúvida generalizada entre os próprios políticos maçons contradiz a afirmação anterior de que "os irmãos nos postos-chave" que "acompanham tudo o que acontece", na verdade, sequer sabem se o ministro corrupto é ou não um membro da "irmandade".


E outra coisa: o tal julgamento de punição é secreto, no isolamento da loja maçônica.


Quem garante que ocorre?


E se ocorre (e mesmo que não ocorra) quem garante que os "irmãos" não mais permanecerão "comprometidos com seus próprios valores e virtudes" nos altos postos de poder?


Onde não há clareza nem transparência fica patente o direito de duvidar.



Uma idéia de "ação orquestrada" da Maçonaria sob o véu do segredo


O escândalo apontado pelo relatório de investigação criminal da corregedoria do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, no início de 2008, apurando desvio de R$ 1,5 milhões a juízes, põe novamente em cheque os meandros do modus-operandie as "virtudes" da tradicional Irmandade.


Segundo notícia veiculada na Folha Online, "verbas públicas foram usadas em uma 'operação de socorro' destinada a restituir R$ 1.477.872,79 em depósitos feitos por 160 maçons da Grande Oriente de Mato Grosso —entidade máxima da maçonaria no Estado— na Cooperativa de Crédito Rural do Pantanal, fechada pelo Banco Central em novembro de 2004". (9)


E aqui podemos ter uma idéia de uma suposta "ação orquestrada" da Maçonaria sob o véu do segredo.


[Imagem: dinheiro.jpg]
Suposto desvio de R$ 1,5 milhões a juízes, põe novamente em cheque os meandros domodus-operandi e as "virtudes" da tradicional Irmandade

O presidente americano John F. Kennedy declarou certa vez:

"A palavra 'segredo' é repugnante numa sociedade livre e aberta, e nós opomo-nos estóica e historicamente às sociedades secretas, juramentos e procedimentos secretos. Opor-nos-emos em qualquer parte do mundo a conspirações monolíticas e rudes, que sigilosamente vão expandindo suas esferas de influência. Em infiltração em vez de invasão, em subversão em vez de eleição, em intimidação em vez de liberdade de escolha. É um sistema que tem aprisionado pessoas e coisas, a teias bem construídas, uma máquina supra-eficiente que combina militares, diplomacia, inteligência, economia, ciência e operações políticas. As suas tarefas são escondidas, não publicadas. Os seus erros são enterrados, e não divulgados. Os desacordos são silenciados, e não orientados. Nenhuma despesa é questionada, nenhum segredo é revelado. Essa foi a razão pela qual o legislador grego Sólon considerou CRIME a qualquer cidadão que se acovarde perante uma discussão. Estou pedindo ajuda numa tremenda tarefa para alertar o povo americano. Crente que com a sua ajuda as pessoas serão aquilo que nasceram para ser: livres e independentes." (10)


De acordo com vários estudiosos e como bem mostra o filme JFK – A Pergunta Que Não Quer Calar (1991), de Oliver Stone, a estranha morte do presidente Kennedy foi arquitetada por uma grande conspiração que envolvia até Fidel Castro. Além de Richard Nixon, Maçonaria, Illuminati, CIA, KGB e muita gente mais.


Uma coisa é certa, ninguém teve coragem de contestar sua tese. Nem a favor, nem contra. O filme acabou sendo sucesso de bilheteria na época.


[Imagem: jk.jpg]
Nascido em Massachusetts, no dia 29 de Maio de 1917. John Fitzgerald Kennedy pertencia a uma família católica. Ele era o segundo de um total de nove irmãos e foi o último presidente americano eleito democraticamente

IGREJA CATOLICA E MAIS MENTIRAS

EXTRAIDO DE UM SITE CATOLICO A DISCREPANCIA DESTA PROSTITUTA MAE DAS PROSTITUIÇOES MERETRIZ DAS RELIGIOES QUE DA DE BEBER DE SEU CALICE MALDITO 
VEJA AS MENTIRAS, QUER CONFIRMAR VEJA QUE EM TODOS OS TEMPLOS DESTA ORGANIZAÇÃO TEM SIMBOLOS E MAIS SIMBOLOS DA CLARA EVIDENCIA DE QUE ELA ACEITA ABERTAMENTE A MAÇONARIA 
A MAIS NOVA INVESTIDA DA MERETRIZ INDUZIR SEUS ADEPTOS A DIZER
___AH EU SOU DA NOVA IGREJA CATOLICA !!!!!! MAS COM CERTEZA AS PROSTITUIÇOES SAO AS MESMAS

MAÇONARIA E IGREJA CATÓLICA

Por d. Eugênio de Araújo Sales
Fonte: Voz do Pastor, 26/01/2001
Desde o Papa Clemente XII, com a Constituição Apostólica ?In eminenti?, de 28 de abril de 1738 até nossos dias, a Igreja tem proibido aos fiéis a adesão à Maçonaria ou associações maçônicas. Após o Concílio Vaticano II, houve quem levantasse a possibilidade de o católico, conservando a sua identidade, ingressar na Maçonaria. Igualmente, se questionou a qual entidade se aplicava o interdito, pois há várias correntes: se à anglo-saxônica ou à franco-maçonaria, a atéia e a deísta, anti-clerical ou de tendência católica. Para superar essa interrogação, o Documento da Congregação para a Doutrina da Fé, com data de 26 de novembro de 1983, e que trata da atitude oficial da Igreja frente à Maçonaria, utiliza a expressão ?associações maçônicas?, sem distinguir uma das outras. É vedado a todos nós, eclesiásticos ou leigos, ingressar nessa organização e quem o fizer, está ?em estado de pecado grave e não pode aproximar-se da Sagrada Comunhão?. Entretanto, quem a elas se associar de boa fé e ignorando penalidades, não pecou gravemente. Permanecer após tomar conhecimento da posição da Igreja, seria formalizar o ato de desobediência em matéria grave.

A Congregação, no mesmo Documento de 26 de novembro de 1983, declara que ?não compete às autoridades eclesiásticas locais (Conferência Episcopal, Bispos, párocos, sacerdotes, religiosos) pronunciarem-se sobre a natureza das associações maçônicas, com um juízo que implique derrogação do quanto acima estabelecido?. O texto faz referência à Declaração de 17 de fevereiro de 1981, que reservava à Sé Apostólica qualquer pronunciamento que implicasse em derrogação da lei canônica em vigor. Tratava-se do cânon 2335 do Código de Direito Canônico de 1917, que previa excomunhão ?ipso facto? a quem ingressasse na Maçonaria.

Reconhecer uma incompatibilidade doutrinária não implica fomentar um clima de hostilidade. Preservar a própria identidade e defendê-la, não significa incentivar atritos. Aliás, somente o respeito à Verdade facilita a paz e a busca da concórdia entre os indivíduos.

O novo Código de Direito Canônico assim se expressa: ?Quem se inscreve em alguma associação que conspira contra a Igreja, seja punido com justa pena; e quem promove ou dirige uma dessas associações, seja punido com interdito? (cânon 1374). No dia seguinte à entrada em vigor do novo Código, isto é, 26 de novembro, é publicada a citada Declaração com a aprovação do Santo Padre. Diz o Documento que a Maçonaria não vem expressamente citada por um critério redacional e acrescenta: ?Permanece, portanto, inalterado o parecer negativo da Igreja, a respeito das associações maçônicas, pois os seus princípios foram sempre considerados inconciliáveis com a Doutrina da Igreja e, por isso, permanece proibida a inscrição nelas.

Em 1997, a Livraria do Vaticano editou uma obra intitulada ?A Maçonaria nas disposições do Código de Direito Canônico de 1917 e de 1983?, de autoria de Zbigniew Suchecki. O sucesso levou à tradução para o italiano de outro livro do mesmo autor.

Eu fazia parte da Comissão do novo Código, na parte final da elaboração. Recordo-me bem. Houve uma emenda para fazer permanecer, de modo explícito, a condenação à Maçonaria, como foi obtido para o aborto, com excomunhão ?latae sententiae?. A votação, no caso do abortamento, alcançou os dois terços requeridos e foi incluído o termo. No que se refere à Maçonaria, houve maioria em favor da explicitação da mesma associação, mas não com o índice requerido. Nos debates prévios foi alegado não ser necessário, pois o texto já continha uma proibição implícita.

Dom Boaventura Kloppenburg, em sua obra ?Igreja e Maçonaria: conciliação possível?? recentemente reeditado em 4ª edição pela ?Vozes?, trata profusamente deste assunto, no capítulo ?Dos princípios do liberalismo religioso à maçonaria brasileira?. E no capítulo XI, ?O Maçom perante a Igreja católica ? As razões da condenação da Maçonaria? ? Frontal oposição de doutrinas?. Outra obra recém-publicada pela Editora ?Santuário? é ?Maçonaria e Igreja católica?, de Dom João Evangelista Martins Terra.
Permanecendo a proibição no ensinamento da Igreja, houve nesse período pós-conciliar uma profunda modificação no relacionamento entre pessoas, entre católicos e maçons. Embora permanecendo separadas, existe um clima de respeito mútuo que permite um diálogo. O exemplo foi o aparecimento de reuniões entre católicos e maçons para estudo como o de uma Comissão das Grandes Lojas reunidas da Alemanha e a Conferência Episcopal Alemã, de 1974 a 1980. A Declaração final do Episcopado alemão evidencia a incompatibilidade, pois a maçonaria não mudou em sua essência. A pesquisa acurada sobre rituais e os fundamentos dessa instituição demonstra a existência de doutrinas que se excluem. Entre as causas dessa separação, enumera: a ideologia dos maçons, o conceito de Verdade, de Religião, de Deus, a Revelação, sobre a tolerância, os ritos, a perfeição do homem e a espiritualidade. De outro lado, a realidade alemã vê a possibilidade de colaboração pastoral na área da Justiça Social e Direitos Humanos.

O fato de existirem eclesiásticos na maçonaria prova que há falhas na disciplina. São dadas explicações, não justificativas, baseadas em situações históricas, como no caso da Independência do Brasil. Dom Boaventura Kloppenburg, em sua obra examina o assunto e o reduz a dimensões reais.

O respeito mútuo e a fidelidade aos ensinamentos da Igreja nos possibilitam uma convivência pacífica com os irmãos maçons.

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

SOCIEDADE BIBLICA FILHA DE SATANAS

A MALDITA!!! SOCIEDADE BÍBLICA DO BRASIL(SBB) E SOCIEDADE BÍBLICA UNIDAS(SBU) E A BÍBLIA DO DIABO!!


De tudo que vimos no movimento apostata até hoje, em comparação as demais representações iníquas “evangélicas” em ascensão pelo diabo para denegrir o cristianismo no mundo, o que vamos tratar agora supera estes feitos. Leia com atenção todas estas informações e as divulgue com prudência e temor. Infelizmente, o mundo está sendo preparado para o anticristo e a Bíblia Sagrada está jurada de morte pelo domínio político atual.

Sociedades SSB e SBU

A multibilionária Sociedade Bíblica do Brasil (SSB), junto com a gangue de satanistas “maçons.” da Sociedade Bíblia Unidas (SBU), estão elaborando Bíblias com OMISSÕES, ADIÇÕES e MODIFICAÇÕES de palavras em comparação ao texto recebido (Textus Receptus). Estas versões estão chegando para o mercado evangélico com mais de 1.800 palavras de sentido modificado e 438 omitidas do texto. A barbaria. É importante salientar que tais organizações dominam o mercado de produção e publicações de Bíblias no mundo e está entre as mais poderosas e conceituadas editoras cristãs. O diretor executivo e novo presidente destas organizações satânicas(SBB e SBU) é o Pastor Luterano Rudi Zimmer. Está explicado por que ecumênica ambientalista e pacifista.

Maçonaria Romana e a Teologia crítico-medieval

A Fascínia pela reedição dos princípios da fé, a bíblia testamentária de Deus, não é somente um problema registrado neste século. Entre os dois Testamentos bíblicos registra-se um período histórico de muitas mudanças no decurso de quatro séculos, cujo impacto, levou á Israel ser uma Nação subjugada por terras estrangeiras. Quando a Palestina entra em domínio Romano( 63a.C), com Sacerdotes apelando a Roma a igualdade e o apoio, e dando ao General Pompeu o direito de tornar a Palestina parte do império helenista – a preocupação dos magistrados e lideres Israelitas seria: como a Lei de Deus seria aplicada ás novas circunstâncias, na medida em que o helenismo começava a invadir a vida religiosa, comercial e cultural dos judeus. Na medida que a liderança Israelita passou apoiar o helenismo, e parte do população e comunidades judaicas concordar com estas mudanças(personificação da imoralidade), partidos político-religiosos começaram a surgir na Palestina com o objetivo de trabalhar pela reinterpretação das Escrituras e a criar um novo modelo de estatuto para os judeus. Os tais apologistas eram considerados verdadeiros funcionários do Estado Romano(os Fariseus, os Saduceus, os Zelotes e escribas). Ambos partidos compunham o corpo jurídico(Sinédrio) com a autoridade reconhecida até na Diáspora(Atos 9.2,22.5,26.12). Enquanto Roma lucrava com os tributos, explorações e trabalhos escravos, em troca os sacerdotes e o povo judeu obtinham liberdade religiosa, uma impressão mentirosa ” liberdade formal“ e culto restrito. Com esta política “coalizão“, os judeus construíram um mega-templo obtidos de recursos estatais – com a insígnia de Herodes – para oferecer sacrifícios-padronizados pelo Estado Romano. Esta união(Israel e Roma) fortaleceu a força anticristã, que não só matou e crucificou o Justo e Santo(Jesus Cristo) como violentou e martirizou milhões de cristãos no Período Antigo(Neo Testamentário), agora, o mesmo sistema(Igreja e Estado) produz um novo modelo de bíblias de conteúdo modificado para satisfazer “adaptar” a sociedade iníqua e famosa Nova Ordem Mundial(NOM)um ensino sem descriminações.

Maçonaria cristã oculta: Teólogos da SSB e SBU a mando de satanás para reedição da Bíblia

Bruce Metzger (1914) Esse apóstata nega a veracidade e a autoria de vários livros da Bíblia entre eles o Gênesis. Ele acusa o Velho Testamento de MITO, diz que o dilúvio foi uma inundação local! Ele foi o editor da modernística Bíblia Revised Standard Version do apóstata Concílio Nacional de Igrejas (Concílio altamente liberal, ecumênico e herético). Ele foi ainda o editor da Bíblia RSV anotada e diretor da imprestável “Reader’s Digest Condensed Bible”, obras que estão repletas de comentários heréticos sobre as escrituras. Essa última “Condensed Bible”, pasmem, mutilou 40% do texto da Bíblia no idioma inglês! Se a Bíblia adverte aos desastrados corruptores, o que está relatado em Apocalipse 22:18-19, imagine o julgamento que espera esse homem, que corrompeu 40% do texto Bíblico…

Carlo Maria Martini (1927) Ele é um Cardeal (aposentado devido ao mal de Parkinson) da Igreja Católica (ex-líder da Arquidiocese de de Milão!) Isso mesmo! Um alto membro da hierarquia católico Romana. Desde 1967 ele tinha sido membro do comitê editorial das Sociedades Bíblicas Unidas. A sua ex-diocese (Milão) na Europa é uma das maiores do mundo com dois mil padres e mais de cinco milhões de membros. Desde 1994 até 2002, ele tinha sido o candidato mais cotado para ser o novo papa! Agora, o irmão em Cristo que possa estar lendo essas linhas, já sabe porque a Sociedade Bíblica do Brasil é um boneco fantoche da igreja católica e porque a Bíblia Atualizada (usada indiscriminadamente por evangélicos) é a menina dos olhos da CNBB (Confederação Nacional dos Bispos do Brasil) e recomendada por eles aos católicos! Já parou para pensar porque a igreja católica não queima mais as Bíblias dos crentes como fazia há algumas décadas? Aguardemos o lançamento da Bíblia Ecumênica assim que os evangélicos desavisados e hipinotizados pela mediocridade aumentarem em números nesse país.

Eugene Nida (1914) Esse é o pai e guru da blasfema Equivalência Dinâmica, o maior crime e traição teológica que um tradutor pode cometer! Ele foi também o coordenador de pesquisa de traduções da UBS de 1970 a 1980. O Dr. Eugene Nida foi louvado por um periódico católico como “grandemente considerado como um pioneiro em métodos de tradução e em sucessos nos esforços ecumênicos…”. Esse herege nega a expiação vicária de Cristo (pagamento do pecado em lugar do pecador), afirma que o registro de visitas angelicais não é para ser tomado literalmente, e que a Bíblia não é infalível nem verbalmente inspirada. O motivo de crentes comprarem o método de tradução desse apóstata é um mistério… Talvez esse mistério possa ser um pouco esclarecido. Talvez um dos motivos das apostasias e ecumenismos da Convenção Batista Brasileira possa ser atribuído à tolerância desses hereges em seu meio. Vejamos a conexão Convenção Batista Brasileira – Dr. Eugene Nida e Robert Bratcher (Bratcher, que é co-autor de vários livros com Nida, é citado no item 7 abaixo):

“O Pr. M. Wendell Bellew, do pessoal da Junta de Missões Nacionais da Convenção Batista do Sul dos Estados Unidos, escreveu ao Dr. Eugene Nida, da Sociedade Bíblica Americana, que, ao trabalhar com recém-alfabetizados e com grupos de fala estrangeira nos Estados Unidos, sente-se a necessidade de ter as Escrituras “traduzidas ao nível do quarto ano primário.” O Dr. Nida enviou ao Dr. Roberto G. Bratcher um memorando nestes termos: “Aqui está outro serviço para você”. Você não gostaria de servir a Convenção Batista do Sul dando-lhe bom Novo Testamento em Inglês simples?” ( A carta é de 14-11-61, e o memorando é de 29-11-61).” (A Bíblia no Brasil, volume XX, p. XXX).

Esse “trabalho” sugerido pelo Dr. Nida, transformou-se na ecumênica Today’s English Version (ou Good News Bible), publicada pela American Bible Society (tem até padre na diretoria…) um desastre bíblico totalmente herético que foi publicado em 1966 nos USA. Robert Hodgson, o líder Católico que dirige o Centro de Pesquisas das Escrituras da American Bible Society, dá crédito ao Dr. Nida pelo fato do Vaticano aceitar as Sociedades Bíblicas… (é claro: ele abriu as portas para Roma). Nida sempre tinha sonhado com Bíblias que seriam aceitas por ambos: Católicos e Protestantes. Para fazer isso, ele usou Robert Bratcher, que tendo a mesma convicção ecumênica, aceitou de bom grado o desafio. O Dr. Nida organizou, depois disso, uma conferência na Suíça no final dos anos 60s, convidando a Congregação para Propagação da Fé do Vaticano. O resultado foi um documento sobre um empreendimento de tradução Católico-Protestante, o qual o Dr. Nida chamou de “um marco nos esforços ecumênicos.” Uma olhada no catálogo dos produtos dessa Sociedade Bíblica revela claramente que o Dr. Nida conseguiu seus desejos… ( mais da metade do quadro da American Bible Society é de católicos). Em Julho de 1973, eles fizeram o mesmo disparate em português, que ganhou, é claro, o Imprimatur do papa, chamado no Brasil de Bíblia na Linguagem de Hoje, perversão que engana centena de milhares de evangélicos brasileiros, em parte por culpa de pastores omissos ou que simplesmente se rendem aos ditadores denominacionais.

Eberhard Nestle (1851 – 1913)Erudito alemão de criticismo textual. Editou um texto comparando tudo o que tinha de pior disponível: o de Westcott-Hort , o de Tischendorf, e um terceiro conhecido como o de Weymouth e Weiss, gerando o que se conhece com o Texto de Nestle editado pela primeira vez em 1898. A Sociedade Bíblica Britânica e Estrangeira (BFBS – British and Foreign Bible Society), que já tinha se livrado dos crentes zelosos desde 1831, estava agora contaminada com os hereges remanescentes (unitarianos, ecumênicos e liberais). O caminho estava aberto para substituir o Textus Receptus pelo texto de Westcott e Hort, que foi adotado.

Kurt Aland (1915 – 1994) É autor e co-editor do texto grego Nestle-Aland, baseado no texto deplorável Westcott-Hort e usado na maioria dos seminários. Ele defendia que o cânon estava em aberto e devia ser discutido num diálogo ecumênico. Ele, de igual modo aos críticos apóstatas, rejeitava a inspiração verbal da Bíblia.

Robert Bratcher (1920) Esse homem traduziu a Today’s English Version (ou Good News for Modern Man), uma das piores, senão a pior tradução da Bíblia no idioma inglês: é medíocre, corrupta e infiel e falsa. Ela inspirou a comissão da Bíblia na Linguagem de Hoje da Sociedade Bíblica do Brasil. Robert Bratcher, nasceu no Brasil em 1920, na cidade de Campos, RJ. Após concluir seus estudos nos Estados Unidos, retornou como missionário da Convenção Batista. Era professor do Seminário Teológico Batista do Sul do Brasil ( filho do velho missionário Bratcher segundo o Dr. Aníbal Pereira Reis em “A Bíblia Traída” p. 130). Talvez esse tipo de contaminação seja um dos motivos de tanta apostasia no meio da Convenção Batista. Veja o que foi dito sobre ele:

“-O Bratcher sempre teve dificuldade em crer na divindade de Cristo e na eternidade da salvação do crente. Exibia sua opinião que o crente pode perder a salvação. Um verdadeiro herege, segundo a opinião dos ortodoxos.” ( A Bíblia Traída, Dr. Aníbal Pereira Reis, pág. 130).

O herege despeja imundícias de sua própria boca:

Pergunta: “Por que você omitiu o sangue de Jesus Cristo em Rom. 5:9,14?”

Resposta: “É uma questão de tradução”

Pergunta: “É Jesus Cristo Deus, ou o mesmo que Deus?”

Resposta: “Jesus não é a mesma personalidade que Deus”

Pergunta: “Você admite que a Bíblia contém falácias; então como é valiosa?”

Resposta: “Se construirmos nossa fé totalmente na Bíblia, então estamos construindo nossa fé sobre areia movediça.”

Pergunta: “Você conhece Jesus Cristo como seu Salvador?”

Resposta: (Dr. Bratcher não respondeu a essa pergunta)

Pergunta: “Se você morrer, sabe se iria para o céu?”

Resposta: (Dr. Bratcher não respondeu a essa pergunta)

(Do livro Myths About The Modern Bible Versions, David Cloud, págs 233,234)

Confira algumas OMISSÕES, ADIÇÕES e MODIFICAÇÕES de palavras das Bíblias traduzidas a partir do texto crítico na versão Nova Linguagem de hoje(BLH, NTLH). Editora Vida(TOMPSOM).



***Evangelho de Mateus***

5:32 Eu, porém, vos digo que qualquer que repudiar sua mulher, a não ser por causa de prostituição, faz que ela cometa adultério, e qualquer que casar com a repudiada comete adultério.(ACF)

Mas eu lhes digo que todo homem que mandar a sua esposa embora, a não ser em caso de adultério, faz que ela se torne adúltera,e o homem que casar com ela também cometerá adultério.(NTLH)

Obs. Contexto completamente modificado!

5:44 Eu, porém, vos digo: Amai a vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem; para que sejais filhos do vosso Pai que está nos céus(ACF)

Mas eu lhes digo: Amem os seus inimigos e orem por aqueles que perseguem voc(NTLH)

Obs. Metade do versículos omitido!

8:29 E eis que clamaram, dizendo: Que temos nós contigo, Jesus, Filho de Deus? Vieste aqui atormentar-nos antes do tempo?(ACF)

Então eles gritaram: “Que queres conosco, Filho de Deus? Vieste aqui para nos atormentar antes do tempo? (NTLH)

Obs. O nome de ”Jesus” e “Que temos nós contigo” retirado

9:13 Ide, porém, e aprendei o que significa: Misericórdia quero, e não sacrifício. Porque eu não vim a chamar os justos, mas os pecadores, ao arrependimento.(ACF)

Vão e procurem entender o que quer dizer este trecho das escrituras sagradas: Eu quero que as pessoas sejam bondosas e não me ofereçam sacrifício de animais, porque eu vim para os pecadores e não os bons.(NTLH)

Obs.Sentido completamente modificado, além de terem retirado no final do verso, a palavra ARREPENDIMENTO!

12:35 O homem bom tira boas coisas do bom tesouro do seu coração, e o homem mau do mau tesouro tira coisas más. (ACF)

A pessoa boa tira o bem do seu depósito de coisas boas, e a pessoa má, tira o mal do seu depósito de coisas más.( NTLH)

Obs. “Do seu coração” excluído alterando completamente o sentido do texto!

17:21 Mas esta casta de demônios não se expulsa senão pela oração e pelo jejum.” (ACF)

Verso excluído!(NTLH)

Obs. Eles pulam do verso 20 para o 22 ou colocam entre colchetes.

18:22 Jesus lhe disse: Não te digo que até sete; mas até setenta vezes sete.(ACF)

NÃO! – respondeu Jesus.Você não deve perdoar sete vezes, mas setenta e sete.(NTLH)

Obs. 1)A pontuação está completamente fora de contexto, pois o “Não!” refere-se a uma exclamação, quando na verdade o que Jesus estava dizendo era: Não digo que até sete.2) Não sabem calcular! Jesus não disse 77 vezes, Jesus disse 70×7 que é igual a 490, (o que no sentido espiritual nos mostra que devemos perdoar quantas vezes for preciso!)

20:07 Disseram-lhe eles: Porque ninguém nos assalariou. Diz-lhes ele: Ide vós também para a vinha, e recebereis o que for justo.(ACF)

É porque ninguém nos contratou! Responderam eles. Então ele disse: “Vão trabalhar na vinha vocês também. “e recebereis o que for justo” retirado Negligenciando que Deus é galardoador!(NTLH)

19:09 Eu vos digo, porém, que qualquer que repudiar sua mulher, não sendo por causa de fornicação, e casar com outra, comete adultério; e o que casar com a repudiada também comete adultério.(ACF)

Portanto eu afirmo a vocês o seguinte: o homem que mandar a sua mulher embora, a não ser em caso de adultério, se tornará adultero se casar com outra mulher”(NTLH)

Obs. 1) trocaram “repudiar” por “mandar embora” 2) Não finalizaram o verso, excluiram a frase: “…e o que casar com a repudiada também comete adultério.”

19:16 Eis que, aproximando-se dele um jovem, disse-lhe: Bom Mestre, que bem farei para conseguir a vida eterna?(ACF)

Mestre, que devo fazer de bom, para conseguir a vida eterna?(NTLH)

Obs.“Bom”referindo-se a Jesus retirado, e incluido na pergunta do homem rico.

20:16 Assim os derradeiros serão primeiros, e os primeiros derradeiros; porque muitos são chamados, mas poucos escolhidos(ACF).

E jesus terminou dizendo: Assim aqueles que são os primeiros serão os últimos, e os últimos serão os primeiros(NTLH).

OBS. “porque muitos são chamados mas poucos escolhidos” removido!

24:38 “ARCA”(ACF)

Trocada por “barca”(NTLH)

OBS. Isso é para defender o mentiroso “dilúvio local” dos modernistas.

24:42 Vigiai, pois, porque não sabeis a que hora há de vir o vosso Senhor(ACF).

Vigiai, pois, porque não sabeis o dia há de vir o vosso Senhor(NTLH).

OBS. As Escrituras refere-se: “a que hora”, para promover o sentido de que devemos vigiar “todo o tempo”

27:24 Então Pilatos, vendo que nada aproveitava, antes o tumulto crescia, tomando água, lavou as mãos diante da multidão, dizendo: Estou inocente do sangue deste justo. Considerai isso(ACF).

Eu não sou responsável pela morte deste homem, isto é com vocês(NTLH).

OBS. “justo” retirado! Omitem a divindade de Cristo!


Bíblias (reeditadas) que a maldita Sociedade Bíblica do Brasil (SSB) é autora e responsável:

■ ARA – Almeida Revista e Atualizada – 1976
■Ÿ AR – Almeida Revisada … Melhores Textos – 1995
■Ÿ NIV – New International Version – 1986
■Ÿ NVI – Nova Versão Internacional – 1994, 2001
■Ÿ BLH – Bíblia na Linguagem de Hoje – 1988
■Ÿ BBN – Bíblia Boa Nova – 1993
■Ÿ BV – Bíblia Viva – 1993
■Ÿ Bíblia Alfalit – 1996;
■ Bíblia CEV = Contemporary English Version
■Ÿ NASB – New American Standard Bible – 1977
■Ÿ Bíblia Thompson – contemporânea
■Ÿ Biblia NTLH – Nova Tradução na linguagem de hoje
■Ÿ Biblia Dake de Estudo
■Ÿ TNM – Tradução Novo Mundo – 1967 [dos Testemunhas de Jeová]
■Ÿ Bíblia Almeida Revista e Atualizada 1956.
■Ÿ Bíblia Almeida Edição Contemporânea 1992.
E todas as Bíblias romanistas-ecumênicas: Bíblia de Jerusalém-1992; Vulgata de Jerônimo, traduções do Padre Antônio Pereira de Figueiredo, Padre Matos Soares, Padre Humberto Rhoden, Padres Capuchinhos, Monges Beneditinos, Vozes, Pastoral, TEB – Tradução Ecumênica da Bíblia, TOB – Traduction O ecuménique de la Bible.

Não temos como elencar todos os nomes de Bíblias profanas, devido a grande diversidade que são “ïnventadas” a cada ano, como por exemplo; Bíblia da mulher, Biblia do obreiro, Biblia da criança do jovem e etc…

Concluímos…

No Brasil as Bíblias dignas de aceitação, que ainda preservam a originalidade do texto original (Textus Receptus) são: João ferreira de Almeida – Edição Corrigida e Revisada Fiel ao Texto Original da Sociedade Bíblica Trinitariana. Bíblia de estudo Scofield. Importante: Não mantemos sociedade espiritual ou política com esta Editora e sua direção eclesiástica, a não ser o mesmo parecer frente a esta situação que é lamentável e deplorável, ao qual comunicamos acima para o vosso despertar. Que este aviso favoreça a todos para que a devidas precauções sejam tomadas. Está a disposição de todos os leitores, as demais modificações “espúrias” que foram notificadas nas Bíblias da Sociedade Bíblica do Brasil(SBB) em nosso site: www.horadaverdade.com

Acesse o link: http://www.horadaverdade.com/sitenovo/Biblia_Sagrada.pdf

SOCIEDADE BIBLICA DO BRASIL PODRE

SOCIEDADE BÍBLICA DO BRASIL ENVIA INTIMAÇÃO EXTRAJUDICIAL PARA O PR. DANIEL BATISTA

A sociedade Bíblica do Brasil(SSB) e seus advogados se ocuparam por estes dias em elaborar uma carta de intimidação para a Igreja Cenáculo da fé para as Nações. A tentativa seria coibir nossa denúncia a cerca da responsabilidade desta Editora em elaborar Bíblias com OMISSÕES, ADIÇÕES e MODIFICAÇÕES de palavras em comparação ao texto recebido (Textus Receptus) que chegam ao mercado evangélico com mais de 1.800 palavras de sentido modificado e 438 omitidas do texto.

Nosso pronunciamento: comunicamos aos senhores advogados que tal notificação, que o chamam de extrajudicial, foi para o lixo. Os senhores advogados não pararam para pensar que pirataria é crime. Produzir bíblias em versão modificada sem descriminar no produto é propaganda enganosa. O consumidor busca adquirir uma Bíblia Sagrada que seja original e leva outra coisa. Como a justiça vê?

Em momento algum testemunha-se nesta reposta uma motivação por parte destes “filhos das trevas” em averiguar o conteúdo espiritual desta matéria – o que chamam de falsa e leviana. Não se preocuparam em mencionar por este comunicado uma explicação ou defesa a cerca dos fatos aqui registrados. A reflexão do estrago cometido por que estas bíblias “adulteradas” na sociedade incauta e necessitada da verdade de Cristo menos ainda. A única coisa que a SSB teve como preocupação foi falar da sua história, defender seu faturamento e sua credencial institucional por meio dos advogados que a representam.

Que esta ameaça sirva de lição e aviso para todos cristãos. Chegou a hora. A Igreja de Cristo precisa acordar!!!

Quanto a mim, aguardo em Cristo.

Pastor Daniel Batista

Igreja Cenáculo da Fé para as Nações



NOTIFICAÇÃO EXTRAJUDICIAL



Ref.: Notificação Extrajudicial.

Prezado:

Na qualidade de advogado da Sociedade Bíblica do Brasil, doravante SBB ou Notificante, vimos por meio desta,

NOTIFICÁ-LOS EXTRAJUDICIALMENTE

comunicando e requerendo o que segue:

I – SOBRE A NOTIFICANTE

1. Com o final da II Grande Guerra, em 1945, um clima de otimismo e esperança se espalhou pelo mundo. No Brasil, também houve um cenário favorável ao crescimento da distribuição da Bíblia.

2. É nesse período que surge a Sociedade Bíblica do Brasil (SBB), uma entidade criada por destacados líderes cristãos. Com o lema “Dar a Bíblia à Pátria”, a SBB é fundada em 10 de junho de 1948, no Rio de Janeiro. A partir de então, assume as atividades de tradução, produção e distribuição da Bíblia em todo o território brasileiro.

3. A SBB é uma entidade nacional, que faz parte das Sociedades Bíblicas Unidas (SBU), uma aliança mundial de entidades, cuja fundação remonta ao século XIX e que foi criada com o objetivo de facilitar o processo de tradução, produção e distribuição das Escrituras Sagradas por meio de estratégias de cooperação mútua. As SBU congregam 145 Sociedades Bíblicas, atuantes em mais de 200 países e territórios, que são orientadas pela missão de promover a maior distribuição possível de Bíblias, numa linguagem que as pessoas possam compreender e a um preço que possam pagar.

4. Além do trabalho na área de tradução e publicações de Bíblias, a SBB se destaca por sua atuação no campo da ação social. Desde 1962, quando inaugurou o barco Luz na Amazônia para prestar assistência espiritual e social aos ribeirinhos, a SBB tem desenvolvido inúmeros programas sociais que atendem a diferentes segmentos da população como estudantes, índios, presidiários, enfermos e deficientes visuais.

5. Para a realização de sua missão, a Notificante promove, desde então, a tradução, impressão, publicação, distribuição e comercialização, em suporte impresso e online, de inúmeras e diversas obras literário-religiosas de relevo, de autores nacionais e internacionais, sendo disponibilizadas ao público brasileiro numa linguagem atual e moderna.

6. Em razão disso, foi reconhecida a natureza filantrópica e altruísta da Notificante, como entidade de utilidade pública, pelas mais diversas entidades governamentais nacionais, na esfera federal (1965), estadual (pelo Rio de Janeiro em 1966) e municipal (Barueri, Belém e Curitiba, respectivamente, em 1999, 2001 e 2011), tendo sido granjeada com a Ordem do Mérito Cultural em 2002.

7. A qualidade, o investimento realizado e aceitação dos consumidores das publicações da Notificante levam esta Instituição a ser uma das Entidades de maior relevo e expressão no Brasil, bem como na América Latina, no segmento de publicações literário-religiosas.

8. Diante o exposto, é notório e incontestável o reconhecimento, renome e prestígio da Notificante no mercado Editorial, e na respectiva comunidade profissional, como uma empresa líder e de referência no segmento de obras literário-religiosas.

DOS MOTIVOS

9. Assim, pedimos que as informações sofismadas expostas em vosso BLOG sejam retiradas IMEDIATAMENTE, porquanto, são falsas e ferem a honra da NOTIFICANTE e das pessoas mencionadas.

CONCLUSÃO.

10. Pelo até aqui apresentado, é inegável que, essas informações por não serem verdadeiras, estão causando sérios problemas para a NOTIFICANTE.

11. Assim sendo, resta indiscutível o direito da Notificante em prevenir e reprimir nas instâncias competentes, eventuais e futuras condutas desleais da V. Sa., direta ou por intermédio de terceiros, para com a Notificante, tampouco atentatórios aos seus direitos e qualquer tipo de aproveitamento da sua reputação, prestígio e imagem.

12. Diante o exposto, serve a presente para requerer a V. Sa., bem como cessar de imediato e abster-se de, direta ou por intermédio de terceiro, a qualquer título e por qualquer meio, em seu espaço ou de terceiro:

a) Prestar informações falsas e levianas;

b) Não postar qualquer logotipo da NOTIFICANTE

A Notificante está certa de que os termos e condições aqui apresentados são razoáveis diante o ocorrido, sendo que, em caso de não observância estrita dos termos e condições apresentadas, não restará à Notificante outra alternativa senão adotar as medidas necessárias para prevenir, impedir e cessar qualquer violação de seus direitos.

Ainda, solicita-se o pronunciamento de V.Sa. no prazo de 02 (DOIS) dias corridos a contar da data do seu recebimento, sendo que, em caso de silêncio, consideraremos tal omissão como uma negativa ao cumprimento de nosso pedido, ficando a Notificante desonerada e livre para resolver o presente assunto na esfera competente.

Por fim, estamos certos de que tal feito não passa de um mal entendido, podendo ser facilmente resolvido de forma célere e amigável através dos necessários reparos.

No aguardo de seu pronto pronunciamento, firmamo-nos.

Atenciosamente,

JURÍDICO

CIRCO EVANGELICO

VARIOS ASSUNTOS RELACIONADOS DO LADO NEGRO  GOSPEL EVANGELICO 

Show "vira-vira" dos infernos com Aline Barros






MAÇONARIA - E SUAS CO-IRMÃS AS SOCIEDADES SECRETAS