BUSQUE AQUI MESMO

OLA VISITANTES

ESTATISTICAS MUNDIAL

COM A PALAVRA IRMÃO RUBENS

domingo, 18 de março de 2012

PAPAS E SUAS ORGIAS

Papas e a Sexualidade

No livro "Os papas e o sexo" são contadas histórias de uma época de escândalos sexuais dentro da Igreja Católica.
Papas que praticavam defloração de garotas, pedofilia, zoofilia, fetiches, estupros, incestos, sadismo e assassinatos, passando por papas filhos de papas e papas filhos de padres. Alguns foram mortos por maridos das amantes em pleno sexo, outros foram depostos, julgados e banidos da história da igreja.

São mais de 300 páginas com centenas de histórias pouco santas sobre a vida sexual dos papas da Igreja Católica. O livro percorre ao longo dos séculos, a intimidade secreta de papas e antipapas.



366 - 384: Dâmaso I
Assassinou seus rivais ao Papado.
Promovia homens para o alto escalão da igreja, em troca dormia com as suas mulheres.
Foi julgado por adultério em 378 e perdoado de todas as acusações pelo Imperador o qual era seu aliado. NO ANO DE 360 D.C O MESMO PAPA LIDERANDO VARIAS GUERRAS SANTAS SANGRENTAS CONDECORA COMO O NOME DE EVANGELHUS UM SOLDADO POR SUA HABILIDADE E DESTAQUE FRENTE AS BATALHAS DAÍ SE O TERMO EVANGELHOS QUE NADA TEM HAVER COM AS QUATRO EPISTOLAS DE MATEUS MARCOS LUCAS E JOÃO O TERMO CORRETO É BOAS NOVAS OU BOAS NOTICIAS COMO AS CHAMOU O ETERNO SALVADOR .

NOTA-SE PORTANTO O QUANTO AS ESCRITURAS ESTAO DETURPADAS E COM TRADUÇOES ERRONEAS.
E 99% DOS PROTESTANTES PENSAM QUE POR NAO USAREM OS LIVROS APOCRIFOS ESTAO SENDO MAIS ESPIRITUAIS.....................
OUTRO TERMO QUE FOI DADO PELO IMPERADOR CONSTANTINO FOI CRISTO SAINDO DE CENA O NOME CORRETO MESSIAS QUE É UNGIDO ENVIADO ESCOLHIDO DO CRIADOR .
O QUE SE NOTA POR VARIAS PASSAGENS QUANDO O ETERNO SE MANIFESTA E DIZ : ESTE É MEU FILHO AMADO ESCOLHIDO Á ELE ESCUTAI OU EM QUEM ME COMPRAZO TENHO PRAZER
.
.
.
.
432 - 440: Sisto III
Obcecado por mulheres mais novas, foi acusado de violar uma freira numa visita a um convento próximo de Roma. Enquanto orava na capela, o Papa, eleito em 432, pediu assistência a duas noviças. Violou uma, mas a segunda escapou e denunciou-o. Em tribunal, Sisto III defendeu-se, recordando a história bíblica da mulher que foi apanhada em adultério. Perante isso, os altos membros eclesiásticos reunidos para condenar o Papa-violador não se atreveram a “atirar a primeira pedra” e o assunto foi encerrado.
.
.440 - 461: Leão I
Era convidado para as orgias do Imperador, mas sempre se defendeu, dizendo que ficava só para assistir. Mesmo assim, engravidou uma menina de 14 anos, que encarceirou e um convento para o resto da vida.
.
.
.
.
.
.
904 - 911: Sérgio III
Praticava ménage à trois com a sua própria mãe e sua filha. Gostava de sexo com meninas menores de idade. Quando tinha 45 anos, sua amante tinha apenas 15 anos de idade.
.
.
.
.
.
.931 - 935: João XI
Cometeu incesto com a própria mãe. Violou durante quatro dias uma mãe e duas filhas ao mesmo tempo.
.
.
.
.
.
.
.
936 - 939: Leão VII
Morreu de ataque cardíaco enquanto fazia sexo.
.
.
.
.
.
.
.
.955 - 964: João XII
Nos conventos rezava-se para que morresse. João XII obrigava jovens a ter sexo em público. Gozava ao ver cães e burros atacar jovens prostitutas. Organizou um bordel e cometeu incesto com a meia-irmã de 14 anos. Raptava peregrinas à caminho de lugares sagrados e ordenou um bispo num estábulo. Quando um cardeal o recriminou, mandou-o castrar. Um grupo de prelados italianos, alemães e franceses julgaram-no por sodomia com a própria mãe e por ter um pacto com o diabo para ser seu representante na Terra. Foi considerado culpado de incesto e adultério e deposto do cargo, em 964. Foi esfaqueado e assassinado à marteladas em pleno ato sexual pelo marido de uma das suas várias amantes.
.
.964: Bento V
Esteve no Governo da Igreja apenas 29 dias, por ter estuprado uma menina de 14 anos durante a confissão.
Depois de ser considerado culpado, fugiu e levou boa parte do tesouro papal consigo.
.
.
.
.
.965 - 972: João XIII
Era servido por um batalhão de virgens. Deflorou a própria sobrinha.
Morreu como o seu pai, João XII, foi assassinado pelo marido de uma amante em pleno ato sexual.
.
.
.
.
.
.1032 - 1044: Bento IX
Chegou ao papado em 1032 com 11 anos. Sodomizava animais e foi acusado de feitiçaria, satanismo e violações. Invocava espíritos malignos e sacrificava virgens.
Tinha um harém e transava com a irmã de 15 anos, a qual gostava de a ver praticando sexo com até nove homens , enquanto abençoava a união. Convidava nobres, soldados e vagabundos para orgias. Dante Alighieri considerou que o pontificado de Bento IX foi a época em que o papado atingiu o nível mais baixo de degradação. Bento IX cansou-se de tanta missa e renunciou ao cargo para casar com uma prima, que o abandonaria mais tarde.
.
.1088 - 1099: Urbano II
Criou uma lei que permitia aos padres terem amantes, desde que pagassem um imposto..
.
.
.
.
.
.1130 - 1138: Anacleto II
Fato curioso ocorreu em 1130, quando o colégio de cardeais dividido elegeu dois papas.
Anacleto II (1130 - 1138) e Inocêncio II (1130 - 1143).
Insatisfeitos, seguidores de Anacleto e Inocêncio trocaram acusações.
Fiéis à Anacleto acusaram Inocêncio de ter sangue judeu em suas veias enquanto os fiéis à Inocêncio acusaram Anacleto de ter o péssimo hábito de estuprar freiras, ser amante de uma prostituta, além de dormir com parentas e com a própria irmã com quem teve vários filhos.
Ambos os papas foram julgados e Roma preferiu afastar Inocêncio II.
Ser judeu era muito mais grave do que ser um pervertido sexual.
Após a morte de Anacleto II em 1138, Inocêncio reassumiu o papado até 1143.
.
.1159 - 1181: Alexandre IIIFazia sexo com as fiéis em troca de perdões. Deixou 62 filhos.
Foi expulso do papado, mas a Igreja teve de lhe conceder uma pensão vitalícia, para poder sustentar todos os seus filhos.
.
.
.
.
.
.1294 - 1303: Bonifácio VIIIConquistou o Papado assassinando seu predecessor, Celestivo V.
Ateu, Bonifácio VIII foi julgado por heresia, estupro, sodomia e por comer carne durante a Quaresma.
.
.
.
.
.
.1342 - 1352: Clemente VIClemente VI comprou um “bordel respeitável” só para os membros da alta sociedade, um negócio que segundo os documentos da época foi feito “por bem de Nosso Senhor Jesus Cristo”. Tornou-se cafetão das prostitutas de Avinhão (cidade ao sul da França), a quem cobrava um imposto especial e teve a ideia de conceder, duas vezes por semana, audiências exclusivamente a essas mulheres. Recebia as amantes numa sala a poucos metros dos espaços em que os carrascos da Inquisição faziam o seu trabalho. No seu funeral, em Avinhão, foi distribuído um panfleto em que o diabo em pessoa agradecia ao Papa Clemente VI porque, com o seu mau exemplo, “povoara o inferno de almas”.
.
.1410 - 1415: João XXIIINão aparece na lista oficial de Papas e acabou preso em 1415. O antipapa conseguia dinheiro a recomendar virgens de famílias ricas a conventos importantes. Mas violava-as antes de irem. Tinha um grupo de 200 mulheres, muitas delas freiras. Criou um imposto especial para as prostitutas de Bolonha. Praticava sexo com duas das suas irmãs. Defendia-se, dizendo que não as penetrava na vagina pois seria pecado. Foi julgado, acusado de 70 crimes de pirataria, assassinato, violação, sodomia e incesto. Entre outros fatos, o tribunal deu como provado que o Papa teve sexo com 300 freiras e violou três das suas irmãs. Foi deposto do cargo e preso. Voltou ao Vaticano, anos mais tarde, como cardeal.
.
.1417 - 1431: Martinho VEncomendava contos eróticos, que gostava de ler no recolhimento do seu quarto.
.
.
.
.
.
.
.
1458 - 1464: Pio IIEscrevia literatura erótica. Era considerado pai de muitos filhos ilegítimos. Ele falava abertamente dos métodos que usava para seduzir mulheres. Ensinava jovens a praticarem perversões sexuais.
.
.
.
.
.
.
1464 - 1471: Paulo IIMorreu enquanto estava sendo sodomizado.
.
.
.
.
.
.
.
.1471 - 1484: Sisto IVTeve seis filhos ilegítimos, fazia sexo com a irmã e iniciou a Inquisição Espanhola.
.
.
.
.
.
.
.1484 - 1492: Inocêncio VIIIFoi pai de 16 filhos de mulheres casadas. Ficou famoso também ao permitir touradas na Praça São Pedro.
.
.
.
.
.
..1492 - 1503: Alexandre VIObrigou um jovem de 15 anos a ter sexo com ele sete vezes no espaço de uma hora, até o rapaz morrer de cansaço.
Teve vários filhos, que nomeou cardeais. Assim que chegou ao Papado, em 1431, trocou a amante por uma mais nova, Giulia. Ela tinha 15 anos, ele 58. Alexandre VI criou uma competição onde oferecia um prêmio em moedas de ouro ao participante que conseguisse ter o maior número de relações sexuais com prostitutas numa só noite. Depois de morrer, o Vaticano ordenou que o nome de Alexandre VI fosse banido da história da Igreja e os seus aposentos no Vaticano foram selados até meados do século XIX.
.
.1513 - 1521: Leão XFoi de maca para a própria coroação, por causa dos seus excessos sexuais.
Após Júlio II ter morrido de sífilis, em 1513 Leão X tornou-se Papa, gostava de dar banquetes e divertimentos acompanhados de orgias e bebedeiras. A corte papal era servida ao jantar por 12 garotas nuas.
Quando foi eleito tinha dificuldade em sentar-se no trono, devido às graves lesões anais de que sofria, após longos anos de sodomia. Leão X morreu com sífilis aos 46 anos.
.
.1534 - 1549: Paulo IIIEnvenenou a mãe e a irmã. Mantinha uma relação incestuosa com a própria filha, matou cardeais por causa de uma discussão teológica, foi o maior cafetão de Roma, com 45 mil prostitutas trabalhando para ele e pagando tributos.
.
.
.
.
..
Sodomizava garotos, mantinha relações com o próprio filho ilegítimo, escreveu para ele o poema “em louvor à sodomia”.
1550 - 1555: Júlio III
.
.
.
.
.
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

MAÇONARIA - E SUAS CO-IRMÃS AS SOCIEDADES SECRETAS