BUSQUE AQUI MESMO

terça-feira, 10 de abril de 2012

BIG BHOTHER AGORA NAS ESCOLAS

43 Mil Estudantes Brasileiros Terão de Usar Chips de Localização em Seus Uniformes

Estudantes Brasileiros

As escolas do norte brasileiro estão agora, embutindo nos seus uniformes chips localizadores que permitem rastrear e monitorar seus estudantes. Divulgado como um “meio de informar os pais em caso, das crianças deixarem a escola”, a vasta utilização desses dispositivos e da informação que eles podem potencialmente coletar é um tanto inquietador. Não há como “desligar” o dispositivo. Eu li alguns comentários declarando que estes chips irão “ajudar a encontrar crianças seqüestradas”. Mesmo? E se os seqüestradores fizerem a criança, por exemplo, hum, NÃO usarem a camisa? Desculpas pouco convincentes para esconder a real agenda aqui, que é constantemente aumentar a vigilância e a monitoração em nome da “segurança”. Aqui um artigo sobre os “uniformes inteligentes” que já são atualmente utilizados por 20 mil estudantes e terão de ser usados por 43 mil brasileiros daquela localidade em 2013.

Chips Localizadores Rastreiam Estudantes Brasileiros

Estudantes do ensino fundamental de uma escola nordestina brasileira estão usando uniformes que contém chips localizadores que ajudam a alertar os pais, se eles estão se evadindo da escola mais cedo, o secretário da educação municipal disse na quinta-feira.
20 mil estudantes em 25 das 213 escolas públicas de Vitória da Conquista começaram a usar camisas com chips no início desta semana, o secretário Coriolano Moraes disse pelo telefone.
Até 2013, todos os 43 mil estudantes das escolas públicas municipais, entre 4 e14 anos, estarão usando as camisas com chips, ele adicionou.
Chips de radio freqüência nos “uniformes inteligentes”, permitem que um computador saiba quando as crianças entram nas escolas e envia uma mensagem de texto para os celulares dos pais. Os pais também são alertados, em caso de as crianças não aparecerem, após 20 minutos do início das aulas, com a seguinte mensagem: "Seu filho ainda não chegou à escola”
“Nós percebemos que muitos pais trazem seus filhos para a escola, mas não vem se eles realmente entraram no prédio, porque eles sempre saem com pressa para chegar ao trabalho no horário” Moraes disse em uma entrevista pelo telefone. “Eles ficariam surpresos, se soubessem o número de vezes, que seus filhos saem da escola”.
Após ocorrência de três evasões escolares, os pais serão chamados para explicar as faltas. Se eles não se aparecerem para prestar informações, a escola notificará as autoridades, Moraes afirmou.
O governo municipal investiu $ 670.000 dólares para criar, testar e fazer camisetas microchipadas, disse Moraes.
Os chips, similares a aqueles usados para rastrear animais em muitos países, são colocados dentro de cada brasão de escola ou em uma das mangas das camisetas, na parte inferior uma frase diz: “Educação não transforma o mundo. Educação muda as pessoas e as pessoas transformam o mundo.”
As camisetas podem ser lavadas e passadas sem causar danos aos chips, Moraes diz acrescentando que, os chips têm um “sistema de segurança que faz com que a adulteração seja virtualmente impossível.”
E que a cidade de Vitória da Conquista, é a primeira cidade no Brasil “e talvez no mundo” a usar este sistema.
“Eu acredito que, nós podemos estar estabelecendo uma tendência porque, estamos recebendo muitos pedidos de todo o Brasil de informação de como nosso sistema funciona” afirmou Moraes. 
Revellati Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário

MAÇONARIA - E SUAS CO-IRMÃS AS SOCIEDADES SECRETAS